segunda-feira, 23 de março de 2009

Doce Velhinha...

Alguém já reparou que a maioria das pessoas que reclamam são pessoas velhas? É em fila de caixa, no ônibus, pra andar de carro, e mais outras tantas coisas sem necessidade nenhuma! Quem vê pensa que eles estão com o tempo corrido, que tem muitos afazeres, mais na verdade eles não têm nada pra fazer o dia todo, puxa vida eles estão aposentados! Tudo bem, sempre tem as exceções que são pouquíssimos, mais tem. Eu particularmente adoro velhinhas simpáticas que dão bom dia de manha mesmo sem te conhecer, mais têm uns e outros que abusam da nossa paciência por serem mais velhos, olha um exemplo aqui:

Fato: estava eu na fila do correio, e tinha uma senhora na minha frente toda arrumada, de salto e com óculos de sol, e na frente dela mais umas sete pessoas, ela ficava resmungando alguma coisa na fila que não dava pra entender, e olhando com pouco caso pra outras pessoas. Quando chegou à vez dela, ela fez questão de dizer em auto e bom som : "Nossa eu estava tão feliz que ninguém conhecia essa agência, porque era só chegar e ser atendido não precisava ficar na fila, agora tenho que ficar esperando" eram 16:45hrs da tarde, o correio fecha as 17hrs, eu reparei que a maior parte das pessoas que estavam lá eram a serviço *a maioria estava de uniforme* e aquela senhora provavelmente sem nada pra fazer o dia todo deixar pra ir no fim do dia justo 15mim antes de fechar? Ela podia muito bem ter ido mais cedo e seria atendida sem fila com certeza, afinal ela não faz nada mesmo, mais não ela tem que ir tarde pra reclamar.

Em alguns casos eles precisam mesmo ir tarde, ou passam na frente porque é um direito deles, mais porque não procurar fazer as coisas em um horário mais tranquilo pra não tumultuar os lugares que normalmente quem vai não tem esse privilegio de escolher a hora de sair? Nós sempre percebemos quem reclama com razão e damos apoio, mais também percebemos quem simplesmente não tem motivos pra isso.

Não é só porque você tem certos tipos de privilégios que tem que abusar disso e extrapolar às vezes!

Postar um comentário